O que é Zoologia?

Prof. Prof. Rider Silva 2 de setembro de 2009

Olá amigo (a), você sabe o que estuda a zoologia?

É a parte da ciência biológica que estuda os animais.

Classificamos o reino animália ou metazoa divido em filo, nesta aula vamos nos deter no filo cordado.

Esse filo apresenta animais que possuem: notocorda, fendas branquiais, tubo nervoso dorsal em qualquer fase da vida.


Filo Cordados


Possuem um eixo esquelético dorsal, chamdo de notocorda. Cordados primitivos, exclusivamente marinhos. Sua única estrutura esquelética é a notocorda, que pode apresentar-se desenvolvida ou reduzida. Anfioxos, ascídias, alpas ,balanoglossos.


Subfilo Vertebrados


Ciclóstomos: Vertebrados mais primitivos, com primórdios de vértebras e sem crânio. Assemelham-se muito aos peixes. Lampreias e feiticeiras.



Peixes: Animais aquáticos, de corpo geralmente alargado, coberto de escamas, pele com glândulas mucosas e com nadadeiras para a locomoção. Respiração branquial.



Anfíbios: Vertebrados pulmonados, mas de respiração branquial na fase larvária e pele mucosa. Com metamorfose. Cobrascegas, sapos, rãs, pererecas, salamandras



Répteis:

Primeiros vertebrados verdadeiramente adaptados ao meio terrestre. Pele seca, sem glândulas, cobertas por escamas ou placas de natureza córnea. Lagartos, cobras, jacarés, tartarugas, jabutis, camaleões.

a) Classe Calcarea

b) Classe Hexatinelida


Aves: Vertebrados com penas, asas e um bico córneo. Todas as espécies víparas. São homeotermos, isto é, mantêm a temperatura constante. Emas, avestruzes, kiwis e todos os pássaros.



Mamíferos:

Os únicos vertebrados com glândulas mamárias, pêlos e hemácias anucleadas. São também homeotermos.






2 Comentários

  1. Anônimo Says:
  2. coloca logo a prova da 4ª avaliação da 6ª série
    seu filária do genero culex
    beijo me liga!

    P.S kkkkkk

    ASS: L, H, C, T,

     
  3. Anônimo Says:
  4. É a parte da ciência biológica que estuda os animais

     

Postar um comentário

BioNotícias

Vida em Código de Barras

Cientistas de todo o mundo estão participando de um esforço internacional para estabelecer a técnica de DNA barcoding – ou código de barras de DNA – como padrão global para a identificação de espécies biológicas.

DNA barcoding é um método que utiliza um trecho do DNA de cerca de 650 nucleotídeos como marcador para caracterizar espécies. Trata-se de uma sequência extremamente curta em relação à totalidade do genoma, que nos humanos, por exemplo, tem 3 bilhões de pares de bases.

A ordem dos nucleotídeos nesse trecho de DNA, extraído de uma sequência de pequenos fragmentos previamente padronizados de genes, é semelhante entre os indivíduos, mas divergente em relação às diferentes espécies, possibilitando a identificação.

O método, que tende a ser rápido e barato, pode identificar uma espécie a partir de uma pequena amostra de tecido. Por isso, tem aplicações potenciais que vão desde o combate à biopirataria até o controle de pragas e a investigação forense.

O objetivo final do projeto internacional é criar uma biblioteca de códigos de barra de todas as espécies de seres vivos.

Participam do simpósio cientistas envolvidos com diferentes grupos de organismos, como plantas, insetos, aves e peixes. O objetivo é mostrar como a nova ferramenta pode ser usada em cada um dos grupos e quais são as dificuldades e limites para aplicação.




Video Post

Loading...

Seguidores

Este Blog é Verde!